segunda-feira, 29 de janeiro de 2007

o mundo descartável espelhado em mim

Amores, amigos, comidas, festinhas, você e eu, nessa vida tudo é descartável.
É incrível a semelhança das pessoas com os copos de plástico, cada um é usado de acordo com a conveniência do outro.
Eles usam sua água, colocam na boca, mordem, deixam feio, brincam e depois jogam no lixo, mas copos não sentem dor não se sentem impotentes por terem sidos usados e jogados fora e não sabem a dor e o medo que nós temos de nos sentirmos assim.
Ainda espero que esse mundo descartável me engula e eu não sinta mais dor.
Você me deixou sem antes ter bebido da minha água, sem ter me beijado, brincado e usado.
O mundo não pára para que nós possamos ser reciclados e novamente usados e jogados no lixo ( e de fato espero estar preparado para quando isso ocorrer).
A única esperança que eu tenho agora é que você me use quando lhe for conveniente, para que eu possa ficar na sua boca, achando que poderia ter sido eterno, mesmo que para você não dure mais do que dois minutos.

Thiago Eury - 24/01/07
28/01/07

Um comentário:

lf disse...

ADOREI O texto...

vc realmente escreve muito bemmm ...

e concordo com vc.. sem tirar nem por..
aproveita no q te faça bem .. não apenas no imaginario.. busque oq vc realmente desejaa
=]]]

felicidadesss
besos LF